Aleitamento.com
AmamentaçãoMãe CangurúCriançasCuidado PaternoHumanização do PartoBancos de Leite Humano Espiritualidade & Saúde DireitosProteçãoPromoçãoILCA / IBCLCConteúdo ExclusivoTV AleitamentoGaleria AMNotíciasEventosSites e BlogsLivrariaCampanhas
 
Faça seu login e utilize ferramentas exclusivas. Se esqueceu a senha, acesse o "cadastre-se" e preencha com seu e-mail.

GRIPE SUÍNA (Influenza A): AMAMENTAÇÃO PROTEGE os LACTENTES

Por: ILCA + United States Breastfeeding Committee

 A amamentação deve continuar no surto de gripe A

   

 
 

Como a preocupação global com a gripe suína está aumentando, a Associação Internacional de Consultores em Aleitamento (ILCA) insta mães, trabalhadores de saúde e comunidade em geral para promover, apoiar e proteger a amamentação.

 

O aleitamento materno fornece aos lactentes anticorpos maternos que podem ajudá-los a combater doenças e se protegerem de viroses.


O ILCA apóia as recomendações do Centers for Disease Control and Prevention (CDC), "Guia Médico - A mulher grávida e a gripe suína: Considerações para clínicos, que aconselham as mães em aleitamento materno, continuar a amamentação mesmo que estejam tomando medicações antivirais, quando indicado.

 

A guia do CDC está disponível em http://www.cdc.gov/swineflu/clinician_pregnant.htm

recomenda que mães que amamentam e fiquem doentes com a gripe, tomem medidas para minimizar a exposição do bebê, incluindo a lavagem das mãos e cubram a boca/nariz com uma máscara.


O CDC também relata que se desconhece o risco de transmissão da gripe suína da mãe para o bebê através do leite materno.


De acordo com Jim Smith, presidente da ILCA, muitos médicos especialistas acreditam que, quando os sintomas da gripe se manifestam na mãe, seu bebê já tenha sido exposto. Fornecer anticorpos humanos e de outros fatores protetores através da amamentação ajuda a proteger o bebê. Além disso, verifica-se que a fórmula infantil (leite em pó), aumenta o risco de diarréia e infecções nos lactentes.


Embora não haja vacina específica contra a gripe suína, a vacina contra a gripe influenza é segura e recomendada para as nutrizes – mães que estão amamentando.


"Nós pedimos que as famílias e prestadores de cuidados de saúde ajudem a promover, proteger e apoiar a amamentação durante este e outros momentos de emergência", disse Smith.

 

"Novas mães necessitam de informações precisas e apoio para continuar a fornecer os seus filhos a melhor proteção de todas o LEITE MATERNO."


Os Especialistas e Consultores Internacionais de Aleitamento Materno (International Board Certified Lactation Consultants, IBCLCs) são profissionais da saúde acreditados e tem como missão ajudar as mulheres a iniciar e continuar a amamentação.

 

Para encontrar um consultor IBCLC em sua comunidade, verifique o diretório Encontre um Consultor de Amamentação

na internet no site da ILCA em www.ilca.org, ou entre em contato ILCA info@ilca.org

 

No Brasil, o site www.aleitamento.com na seção ILCA/IBCLC há uma relação completa dos especialistas brasileiros.

 

 

PARA COMUNICACIÓN INMEDIATA

Mayo 1, 2009

 
 

CONTACTO

Jim Smith, Director Ejecutivo

International Lactation Consultant Association

919-861-5577

jim@ilca.org

ILCA Press Room - www.ilca.org
 

Autor: ILCA - Tradução de Marcus Renato de Carvalho

 
 

 
 

Publicado originalmente no www.aleitamento.com em 2/5/2009

 
Amamentação Recomendada
para Proteger Bebês durante Surto de Gripe Suína
 

Pelo United States Breastfeeding Committee
1 de maio de 2009
 

 

(HealthNewsDigest.com) - Washington, DC –

Enquanto o país monitora o aumento do surto de “gripe suína,” o United States Breastfeeding Committee (USBC) recomenda o aleitamento materno como estratégia importante para evitar infecção. O Centers for Disease Control and Prevention (CDC) distribuiu orientações atualizadas hoje sobre considerações da gripe suína (H1N1), relativas à gestação e ao aleitamento materno, dizendo: 

"Os bebês não amamentados estão especialmente vulneráveis a infecções e hospitalização por doença respiratória severa. Mulheres devem ser estimuladas a iniciar cedo o aleitamento e a alimentar os filhos com frequência."

Especialistas médicos concordam com o U.S. Department of Health and Human Services que recomenda o aleitamento exclusivo por seis meses e sua manutenção durante o primeiro ano de vida e além. A presidente do USBC,  Joan Younger Meek, MD MS, RD, FAAP, FABM, IBCLC, afirma a importância da amamentação em situações de emergência: “Pesquisas mostram, sem dúvida, que a amamentação é uma fonte segura e confiável de alimento, com uma infinidade de células e anticorpos que combatem totalmente as doenças, ajudando a proteger os bebês contra germes e enfermidades. Mães expostas à gripe produzem proteção específica aos filhos, transmitindo-as aos bebês através de seu leite. As formulas preparadas não oferecem essas propriedades específicas de combate a infecções. A suplementação desnecessária com fórmula deve ser eliminada, para que o bebê possa receber o máximo possível de anticorpos protetores maternos e outros fatores protetores imunológicos.”

As mulheres podem continuar a amamentar enquanto recebem medicamentos antivirais. A orientação do CDC recomenda que, se a mulher adoecer, deverá manter o aleitamento e aumentar a frequência das mamadas. Se a mãe ou o bebê estiver tão doente a ponto de ter dificuldades para alimentar ou ser alimentado diretamente no seio, ela deve ser estimulada a retirar o leite com a bombinha para dá-lo à criança. Em algumas situações, os bebês podem conseguir usar leite humano doado de bancos de leite certificados pela Human Milk Banking Association of North America.

O CDC informa que o risco de a gripe H1N1 (suína) ser transmitida pelo leite materno ainda é desconhecido e que relatos de gripes sasonais transmitidas através dele são raros. Além disso, quando a mãe começa a mostrar sintomas de gripe, o bebê está também exposto a eles. O leite da mãe pode oferecer proteção adicional ao bebê contra complicações da gripe, como sintomas respiratórios severos, diarreia, outras infecções gastrointestinais e desidratação.

 

Além de manter o aleitamento materno, pais e cuidadores ajudam a proteger o bebê contra disseminação de germes, quando:

- Adultos e bebês tiverem as mãos lavadas, com freqüência, com sabão e água, em especial, após os bebês colocarem as mãos na boca.
- Mães e bebês forem mantidos próximos o mais possível e encorajados, bem cedo e com frequência, a terem contato pela pele.
- Houver limites de partihamento de brinquedos e outros itens que tenham passado pela boca do bebê, com a lavagem completa das mãos, usando sabão e água, e dos objetos.
- Chupetas (inclusive o prendedor da chupeta e a alça) e outros itens forem mantidos afastados da boca dos adultos ou de outros bebês antes de serem dados ao seu bebê.
- Tiverem nariz e boca cobertos ao tossir ou espirrar.

Mais informações sobre a gripe suína podem ser obtidas no site do CDC (H1N1 Flu Web site). Outras informações sobre amamentação podem ser obtidas através do The National Womens Health Information Center. Médicos e outros provedores de atendimento de saúde estão habilitados a oferecer ajuda e responder a perguntas sobre amamentação e profissionais de apoio e especialistas em amamentação pode ser localizados através da International Lactation Consultant Association, do programa USDA Food and Nutrition Service Women, Infants and Children (WIC) Program, da La Leche League International e no site www.aleitamento.com

O USBC organiza as organizações. Suas opiniões não refletem, necessariamente, as de todos os membros da organização e as opiniões manifestadas pelos representantes dos membros do USBC também não refletem, necessariamente, o que pensa esse centro.

United States Breastfeeding Committee (USBC) – Comitê de Aleitamento Materno dos Estados Unidos
O United States Breastfeeding Committee (USBC) é uma coalisão independente e sem fins lucrativos de 41 organizações profissionais, educacionais e governamentais influentes, Representando mais de meio milhão de profissionais preocupados e famílias atendidas, o USBC e as organizações filiadas têm a mesma missão de melhorar a saúde do país através do trabalho conjunto de proteção, promoção e apoio ao aleitamento materno. Mais informações sobre esse centro podem ser obtidas em  www.usbreastfeeding.org.

 

www.HealthNewsDigest.com Artigo TRADUZIDO POR Regina Garcez


 
 


Última atualização: 29/7/2011

 

Curtir

Comentários


Essa é uma área colaborativa, por isso, não nos responsabilizamos pelo conteúdo. Leia nossa Política de Moderação.
Caso ocorra alguma irregularidade, mande-nos uma mensagem.

 

Depoimentos

Gostou do site? Ele te auxiliou em algum momento? Deixe seu depoimento, assine nosso livro de visitas! Clique aqui.

Quem Somos | Serviços | Como Apoiar | Parceiros | Cadastre-se | Política de Privacidade/Cookie/Moderação | Fale Conosco
O nosso portal possui anúncios de terceiros. Não controlamos o conteúdo de tais anúncios e o nosso conteúdo editorial é livre de qualquer influência comercial.
Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência. Ao navegar no mesmo, está a consentir a sua utilização. Caso pretenda saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade/Cookie.
24 Ano no ar ! On-line desde de 31 de julho de 1996 - Desenvolvido por FW2 Agência Digital