Aleitamento.com
AmamentaçãoMãe CangurúCriançasCuidado PaternoHumanização do PartoBancos de Leite Humano Espiritualidade & Saúde DireitosProteçãoPromoçãoILCA / IBCLCConteúdo ExclusivoTV AleitamentoGaleria AMNotíciasEventosSites e BlogsLivrariaCampanhas
 
Faça seu login e utilize ferramentas exclusivas. Se esqueceu a senha, acesse o "cadastre-se" e preencha com seu e-mail.

\ Cuidado Paterno \ Eventos \ Artigo

PAIS CARIOCAS criam bloco de carnaval para provar que podem ser CUIDADORES

Por: Marcus Renato de Carvalho

 /

CARNAVAL: PAIS CARIOCAS criam bloco para provar que podem ser CUIDADORES

Deixa que eu cuido! Para elas brincarem o carnaval.

                    Chega o carnaval e aquela velha história se repete. Quem cuida das crianças? Negocia para cá, negocia para lá e o resultado é o mesmo. Aliás, o resultado, ou melhor a ausência, se estende no decorrer do ano na maioria das famílias.

Mas a partir deste Carnaval, o Bloco Deixa que eu cuido! quer fazer diferente e quem sabe inspirar para um ano de maior participação e cuidados iguais entre homens e mulheres no cuidado com os filhos e filhas.

Então, papais Cariocas, terça-feira de Carnaval é um dia para celebrarmos nosso compromisso com os pequenos enquanto elas se divertem, pulam, beijam e façam o que elas bem entenderem. E nós estaremos no lindo jardim do MAM – Museu de Arte Moderna, com brincadeiras, jogos, bolhas de sabão, bolas, e tudo mais que couber na criatividade humana.
O Bloco é auto gestionado. Ou seja, seu resultado depende do envolvimento de cada um.

Os homens com amigas que tenham filh@s também fazem parte da festa. 

Então, mamães, DEIXA QUE EU CUIDO! Para começarmos a abdicar dos nossos privilégios diários!

O idealizador é Téo Cordeiro, músico, mestre de Bateria, facilitador do grupo de pais da Casa de Parto David Capistrano e blogueiro do filhodopai.com, pai de um pequeno carioca como ele, ambos moradores da Leopoldina.

Esse bloco "masculino" está em vias de ficar "noivo" de um outro bloco (virtual) "feminino" - o nosso "Suga, mas não Morde!" que estabeleceu umas pré-condições para aceitar esse compromisso.

Vejam o que estão colocando em questão para esses homens jovens que se dizem cuidadores –

Pai que é pai:

( ) troca fraldas de número 1 e/ou 2 indistintamente em qualquer horário e local?

( ) não “ajuda” nas tarefas de cuidado com @s filh@s e domesticas, e sim dividir esses encargos?

( ) se precisar acordar de madrugada para atender o bebê, faz sem reclamar?

( ) falta ao trabalho caso noss@s filh@s fique doentes ou precisarem de ser levados no posto de saúde, ambulatório ou consultório?

( ) quando nós estivermos amamentando, saber que sentimos mais sede e fome e providenciar nossa hidratação e alimentação?

( ) não se importam de que amamentamos em qualquer hora e local, inclusive em vias públicas e nos transportes urbanos e não se sentirem ciúmes ou vergonha?

A ilustração do Bloco é do Claudius Ceccon. O Bloco recebe o apoio do aleitamento.com

Vamos nos encontrar?

 

Terça, 9 de fevereiro às 8h no MAM - Museu de Arte Moderna,

Aterro do Flamengo, Rio de Janeiro, Brasil


Última atualização: 26/1/2016

 

Curtir

Comentários


Essa é uma área colaborativa, por isso, não nos responsabilizamos pelo conteúdo. Leia nossa Política de Moderação.
Caso ocorra alguma irregularidade, mande-nos uma mensagem.

 

Depoimentos

Gostou do site? Ele te auxiliou em algum momento? Deixe seu depoimento, assine nosso livro de visitas! Clique aqui.

Quem Somos | Serviços | Como Apoiar | Parceiros | Cadastre-se | Política de Privacidade/Cookie/Moderação | Fale Conosco
O nosso portal possui anúncios de terceiros. Não controlamos o conteúdo de tais anúncios e o nosso conteúdo editorial é livre de qualquer influência comercial.
Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência. Ao navegar no mesmo, está a consentir a sua utilização. Caso pretenda saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade/Cookie.
23 Ano no ar ! On-line desde de 31 de julho de 1996 - Desenvolvido por FW2 Agência Digital