Aleitamento.com
AmamentaçãoMãe CangurúCriançasCuidado PaternoHumanização do PartoBancos de Leite Humano Espiritualidade & Saúde DireitosProteçãoPromoçãoILCA / IBCLCConteúdo ExclusivoTV AleitamentoGaleria AMNotíciasEventosSites e BlogsLivrariaCampanhas
 
Faça seu login e utilize ferramentas exclusivas. Se esqueceu a senha, acesse o "cadastre-se" e preencha com seu e-mail.

POR QUE D O A R LEITE MATERNO ?

Por: Maria José Guardia Mattar

DOE seu LEITE

 

Para tirar as dúvidas mais comuns sobre a importância da DOAÇÃO de LEITE MATERNO, a Folha de São Paulo ouviu a representante de São Paulo na comissão nacional dos bancos de leite, Maria José Guardia Matttar. No total, o Estado tem 48 bancos, que no ano passado coletaram pouco mais de 28 mil litros de leite. Desses, 22 ficam na Grande São Paulo e 26 no interior. Segundo a Secretaria Estadual da Saúde, em 2002 quase 20 mil que não podiam amamentar foram beneficiadas.

Mattar explica a importância da amamentação e conta que, desde 2001, um serviço em conjunto com o Corpo de Bombeiros já coleta leite materno de porta em porta --o que é prejudicado, principalmente, pelo trânsito. Leia abaixo trechos da entrevista.

Folha - Quem pode doar?

Maria José Guardia Matttar - Mulheres que estão amamentando e são saudáveis, que não estão em tratamento de nenhum tipo de doença, porque esses medicamentos podem ser passados pelo leite. Para o seu filho, na maioria das vezes isso não vai causar nenhum transtorno. Porém, quando ela doa, quem geralmente vai receber esse leite são bebês prematuros, bebês doentes. Mas a partir do fim da medicação ela pode voltar a ser doadora.

Folha - A mãe que doa o leite de alguma forma prejudica o filho?

Mattar - Não. Para ser doadora, a mãe tem de estar amamentando o filho. Muitas mães produzem um volume muito grande, além da necessidade do bebê.

Folha - E de quanto leite precisa?

Mattar - Isso é muito relativo. Há muitos bebês prematuros, alguns com menos de mil gramas, que permanecem internados por dois ou três meses.

A gente então faz um trabalho com a própria mãe, de orientação. Nós guardamos esse leite, ele passa por todo o processo de esterilização e é congelado e reservado para, a partir do momento em que aquele bebê puder receber leite, ele ter o primeiro leite que estaria mamando caso ele pudesse ter mamado quando nasceu.

Folha - Quais os problemas de a criança não receber esse leite?


Mattar - Como nós somos mamíferos, cada espécie produz um leite para sua cria. A baleia, por exemplo, como vive em uma água mais gelada, produz um leite que tem muito mais gordura. Com o leite materno, o bebê tem os benefícios nutricionais, os imunológicos e o afetivo, porque o contato com a pele [na hora de mamar] também dá mais segurança.

 

 
 
 
Artigo originalmente publicado em: 22/10/2003


Última atualização: 19/8/2011

 

Curtir

Comentários


Essa é uma área colaborativa, por isso, não nos responsabilizamos pelo conteúdo. Leia nossa Política de Moderação.
Caso ocorra alguma irregularidade, mande-nos uma mensagem.

 

Depoimentos

Gostou do site? Ele te auxiliou em algum momento? Deixe seu depoimento, assine nosso livro de visitas! Clique aqui.

Quem Somos | Serviços | Como Apoiar | Parceiros | Cadastre-se | Política de Privacidade/Cookie/Moderação | Fale Conosco
O nosso portal possui anúncios de terceiros. Não controlamos o conteúdo de tais anúncios e o nosso conteúdo editorial é livre de qualquer influência comercial.
Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência. Ao navegar no mesmo, está a consentir a sua utilização. Caso pretenda saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade/Cookie.
23 Ano no ar ! On-line desde de 31 de julho de 1996 - Desenvolvido por FW2 Agência Digital