Aleitamento.com
AmamentaçãoMãe CangurúCriançasCuidado PaternoHumanização do PartoBancos de Leite Humano Espiritualidade & Saúde DireitosProteçãoPromoçãoILCA / IBCLCConteúdo ExclusivoTV AleitamentoGaleria AMNotíciasEventosSites e BlogsLivrariaCampanhas
 
Faça seu login e utilize ferramentas exclusivas. Se esqueceu a senha, acesse o "cadastre-se" e preencha com seu e-mail.

\ Amamentação \ Alertas \ Artigo

MÃES PROTESTAM em 33 AEROPORTOS pelo ALEITAMENTO

Por: Marcus Renato de Carvalho

   

  Reparem que na foto acima, as mulheres usam o novo símbolo:
 "Aqui é a Amamentação é bem vinda!"
(objeto de um artigo aqui no www.aleitamento.com na semana passada)
 
 
Marnie Glickman, (dir), Rachel Brusseau (c)
y Chanda Hall (esq) amamentan seus bebês
no Aeroporto Internacional de Portland.
(Don Ryan / AP)
Argentinismos:
Lola = Teta X Lola s = Problemas
 
 
REPERCUSSÕES em TODO o MUNDO:

 
Cientos de madres que amamantan protestaron en aeropuertos luego de que una mujer fue obligada a retirarse de un avión porque estaba alimentando a su hija

Mulheres protestam em aeroportos americanos a favor da amamentação
 
Madres lactantes protestan en aeropuertos de EE.UU.
 
 
 

WASHINGTON - Centenas de mães que amamentam protestaram nesta terça-feira em aeroportos dos Estados Unidos contra a decisão de uma aeromoça de tirar uma mulher de um avião, incomodada porque estava alimentando a filha no peito.

As mães e outros manifestantes se reuniram em frente aos escritórios da companhia Delta Airlines em 33 aeroportos para expressar seu mal-estar com o incidente e para chamar a atenção da população para a importância do aleitamento, afirmaram os organizadores do protesto.

"Há mulheres caminhando pelas ruas deste país mais decotadas que qualquer mãe que amamente", disse à AFP Ashley Clark, que participava da manifestação no aeroporto internacional JFK de Nova York.

"Não há problema quando (o seio) quase está saltando e, no entanto, as mulheres que estão fazendo algo completamente natural, alimentando seus filhos, são afetadas", acrescentou.

O incidente que deu origem ao protesto ocorreu em 13 de outubro passado e envolveu Emily Gillette, mãe de 27 anos que estava alimentando a filha de 22 meses em um vôo da Freedom Airlines, cuja decolagem atrasou três horas.

Uma aeromoça da companhia, uma linha regional da Delta, pediu a Gillette que se cobrisse com uma manta, pedindo em seguida a ela que deixasse o avião quando se negou a fazê-lo. Gillette estava em um assento junto à janela, no fundo do avião e do lado do marido, enquanto alimentava a filha.

A Freedom Airlines se desculpou publicamente pelo incidente e acrescentou que a aeromoça que pediu para que a mulher descesse do avião havia sido punida.
.
 
 
Há inclusive, na internet, um abaixo-assinado, contra estes atos discriminatórios e paranóicos:
 
We, the Undersigned, endorse the following petition:
Unlimited expressed breast milk on board airplanes, now!
Target: Kip Hawley, Assistant Secretary, Transportation Security Administration
Assine: http://www.thepetitionsite.com/takeaction/738223140?ltl=116406341
eadline: Ongoing...

    See Full Petition
    Email this Petitionu


Última atualização: 9/6/2011

 

Curtir

Comentários


Essa é uma área colaborativa, por isso, não nos responsabilizamos pelo conteúdo. Leia nossa Política de Moderação.
Caso ocorra alguma irregularidade, mande-nos uma mensagem.

 

Depoimentos

Gostou do site? Ele te auxiliou em algum momento? Deixe seu depoimento, assine nosso livro de visitas! Clique aqui.

Quem Somos | Serviços | Como Apoiar | Parceiros | Cadastre-se | Política de Privacidade/Cookie/Moderação | Fale Conosco
O nosso portal possui anúncios de terceiros. Não controlamos o conteúdo de tais anúncios e o nosso conteúdo editorial é livre de qualquer influência comercial.
Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência. Ao navegar no mesmo, está a consentir a sua utilização. Caso pretenda saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade/Cookie.
24 Ano no ar ! On-line desde de 31 de julho de 1996 - Desenvolvido por FW2 Agência Digital