Aleitamento.com
AmamentaçãoMãe CangurúCriançasCuidado PaternoHumanização do PartoBancos de Leite Humano Espiritualidade & Saúde DireitosProteçãoPromoçãoILCA / IBCLCConteúdo ExclusivoTV AleitamentoGaleria AMNotíciasEventosSites e BlogsLivrariaCampanhas
 
Faça seu login e utilize ferramentas exclusivas. Se esqueceu a senha, acesse o "cadastre-se" e preencha com seu e-mail.

10 Passos para centros de saúde

Por: Aleitamento.com

AMIGOS DA AMAMENTAÇÃO *

   1. Cada Centro de Saúde (Posto ou Ambulatório de primeiro nível de atenção) deverá ter um programa escrito de Aleitamento Materno. Este programa deverá ser comunicado periodicamente a todo o pessoal.

   2. Os Centros de Saúde realizarão treinamentos teórico-práticos periódicos de promoção, proteção e apoio, de pelo menos 18 horas anuais, para todo o pessoal.

   3. As gestantes deverão ser captadas para o pré-natal o mais precocemente possível, e desde a primeira consulta receberão informações amplas sobre alimentação natural de seu futuro filho, assim como sobre as alternativas de seguir alimentando-o com leite materno, mesmo que tenham que ser separados.

   4. Nas consultas de pré-natal se ressaltará a importância do estabelecimento de um contato precoce mãe-filho antes da primeira hora de vida. Deve-se garantir a referência para a maternidade.

   5. Na consulta de revisão puerperal (pós-natal) se observará a técnica do aleitamento materno e se demonstrará como fazer a ordenha manual de leite, com a finalidade de antecipar possíveis complicações.

   6. Não se indicarão outros líquidos e/ou alimentos distintos do leite materno até o 6º mês de vida do lactente. Considerar que 95% das mulheres podem amamentar sem dificuldades com adequado apoio e informação, e que todo leite artificial deve ser prescrito com uma razão médica aceitável.

   7. Reafirmar a importância do vínculo mãe-filho assim como a necessidade do lactente de uma imediata resposta a suas necessidades, como forma de ajudar o desenvolvimento ótimo de sua personalidade.

   8. Indicar a amamentação em livre demanda, diuturna. Ressaltar que o lactente durante os primeiros meses de vida requer o seio materno frequentemente (até 12 vezes ou mais por dia).

   9. Desanconselhar o uso de chupetas, mamadeiras assim como objetos artificiais de sucção. Considerar que estes objetos constituem uma inadequada substituição da presença materna.

  10. Fomentar a criação de grupos de apoio à amamentação e trabalhar em conjunto com eles dentro e fora do Centro de Saúde. Oferecer alternativas, quando estes grupos não existirem.

10 PASSOS PARA AO SUCESSO DO ALEITAMENTO MATERNO
DA INICIATIVA UNIDADE BÁSICA AMIGA DA AMAMENTAÇÃO (IUBAAM)

1. Ter uma norma escrita quanto à promoção , proteção e apoio ao aleitamento materno que deverá ser rotineiramente transmitida a toda a equipe de cuidados de saúde.
2. Treinar toda a equipe materno-infantil, capacitando-a para implementar esta norma.
3. Informar todas as gestantes e mães sobre as vantagens do aleitamento materno, promovendo a amamentação exclusiva até os seis meses e complementada até os 2 anos de vida ou mais.
4. Ouvir as preocupações e dúvidas das gestantes e mães quanto à amamentação, fortalecendo sua autoconfiança.
5. Informar as gestantes sobre a importância de iniciar a amamentação na primeira meia hora após o parto e de ficar com o bebê em alojamento conjunto.
6. Mostrar às gestantes e mães como amamentar e como manter a lactação, mesmo se estiverem separadas de seus filhos.
7. Não prescrever pílulas anticoncepcionais combinadas às nutrizes e informá-las sobre o método da amenorréia lactacional e outros métodos contraceptivos adequados à amamentação.
8. Encorajar a amamentação sob livre demanda.
9. Orientar todas as gestantes e mães sobre os riscos do uso de mamadeiras, bicos e chupetas.
10. Garantir o funcionamento de grupos de apoio à amamentação acessíveis a todas as gestantes e mães, envolvendo os familiares nesse apoio através de visitas domiciliares ou da sua participação nesses grupos.

PRÉ- REQUISITOS

1. Proibir a propaganda de fórmulas infantis, mamadeiras, bicos e chupetas, bem como a distribuição desses produtos na unidade.
2. Desenvolver assistência pré-natal e de pediatria.

* Em concordância com a Inicitiva Hospital Amigo da Criança, o Programa Materno Infantil da Provincia de Buenos Aires elaborou estes 10 passos, considerando que sem esta estratégia o esforço a nível hospitalar não é suficiente.

Adaptado por Marcus Renato de Carvalho.
 
 


Última atualização: 9/2/2011

 

Curtir

Comentários


Essa é uma área colaborativa, por isso, não nos responsabilizamos pelo conteúdo. Leia nossa Política de Moderação.
Caso ocorra alguma irregularidade, mande-nos uma mensagem.

 

Depoimentos

Gostou do site? Ele te auxiliou em algum momento? Deixe seu depoimento, assine nosso livro de visitas! Clique aqui.

Quem Somos | Serviços | Como Apoiar | Parceiros | Cadastre-se | Política de Privacidade/Cookie/Moderação | Fale Conosco
O nosso portal possui anúncios de terceiros. Não controlamos o conteúdo de tais anúncios e o nosso conteúdo editorial é livre de qualquer influência comercial.
Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência. Ao navegar no mesmo, está a consentir a sua utilização. Caso pretenda saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade/Cookie.
24 Ano no ar ! On-line desde de 31 de julho de 1996 - Desenvolvido por FW2 Agência Digital