Aleitamento.com
AmamentaçãoMãe CangurúCriançasCuidado PaternoHumanização do PartoBancos de Leite Humano Espiritualidade & Saúde DireitosProteçãoPromoçãoILCA / IBCLCConteúdo ExclusivoTV AleitamentoGaleria AMNotíciasEventosSites e BlogsLivrariaCampanhas
 
Faça seu login e utilize ferramentas exclusivas. Se esqueceu a senha, acesse o "cadastre-se" e preencha com seu e-mail.

\ Amamentação \ Pesquisas \ Artigo

Leite Humano extraído X Amamentação: bactérias diferentes

Por: Prof. Marcus Renato de Carvalho, IBCLC

 /

Leite Materno retirado por bomba dá aos lactentes bactérias diferentes das da Amamentação

               Um estudo que acaba de ser publicado concluiu que o aleitamento materno indireto através de leite retirado por bombas está associado à ausência de bactérias orais do lactente e a uma maior abundância de potenciais patógenos em comparação com a amamentação, ou seja quando o bebê mama direto no peito de sua mãe.

Composition and Variation of the Human Milk Microbiota Are Influenced by Maternal and Early-Life Factors

Shirin Moossavi; Shadi Sepehri; Bianca Robertson; Malcolm R. Sears; Ehsan Khafipour; Meghan B. Azad. Published February 13, 2019 DOI: https://doi.org/10.1016/j.chom.2019.01.011

                As descobertas, publicadas recentemente na Cell Host & Microbe, sugerem que a microbiota do leite é afetada por bactérias – oriundas da boca do bebê ou de fontes ambientais, como bombas tira-leite. São necessárias pesquisas futuras para avaliar os efeitos que essas mudanças podem ter no microbioma intestinal e na saúde da criança.

“Este é um dos maiores estudos sobre microbiota de leite humano realizados até hoje”, afirmou a autora do estudo Meghan Azad, do Instituto de Pesquisa do Hospital Infantil de Manitoba, no Canadá. “Este estudo expande consideravelmente a nossa compreensão da microbiota do leite humano e os fatores que podem influenciá-lo. Os resultados vão inspirar novas pesquisas sobre a amamentação e sobre o leite humano, especialmente relacionadas a utilização de bombas tira-leite.”

Anteriormente considerado estéril, o leite materno é agora conhecido por conter uma abundância de bactérias. Ainda é desconhecida a forma como a microbiota materna influencia a microbiota infantil. Ainda assim, essa comunidade complexa de bactérias no leite materno pode ajudar a estabelecer a microbiota intestinal da criança.

Desta forma, interrupções neste processo podem alterar a microbiota infantil, causando predisposição a doenças crônicas, como alergias, asma e obesidade, afirma o ScienceDaily.

A equipa de Azad procedeu ao sequenciamento de genes bacterianos em amostras de leite de 393 mães saudáveis, três meses após o parto. Os cientistas analisaram a composição da microbiota do leite e de que forma ela é afetada por fatores maternos, eventos inicias da vida, práticas de amamentação e outros componentes do leite.

Entre os diversos fatores analisados, os investigadores descobriram que o modo de amamentar foi o único fator consistente diretamente associado à composição da microbiota do leite.

O Aleitamento Materno* (e não a Amamentação**) indireta foi associada a uma maior abundância de possíveis “patógenos oportunistas”, como Stenotrophomonas e Pseudomonadaceae.

“O aumento da exposição a potenciais patógenos no leite materno pode representar um risco de infeção respiratória na criança, explicando o motivo pelo qual as crianças alimentadas com leite bombeado sofrem um maior risco de asma”, afirmou o primeiro autor Shirin Moossavi, da Universidade de Manitoba.

Para determinar se este cenário está, de fato, correto, serão necessárias pesquisas adicionais sobre de que forma as mudanças na microbiota do leite afetam a colonização do microbioma intestinal do lactente, algo que influencia a saúde da criança.

Por outro lado, a pesquisa demonstrou que a amamentação (direta), sem recurso a uma bomba, foi associado a micróbios comumente encontrados na boca, assim como a uma maior riqueza e diversidade bacteriana.

No fundo, os resultados sugerem que a amamentação (direta) facilita a aquisição de microbiota bucal, enquanto que o Aleitamento Materno (sem Amamentação) leva ao enriquecimento com bactérias ambientais (associadas à bomba).

“Contrariamente ou em adição à hipótese de que as bactérias lácteas provêm do intestino materno, estes resultados sugerem que as bactérias orais do bebê são importantes na formação da microbiota do leite. Mais estudos serão necessários para confirmar esta hipótese, mas, caso se comprove, poderiam fornecer novas e excitantes oportunidades para entender e modificar a microbiota do leite”, afirma o cientista.

Curiosamente, os investigadores também observaram diferenças na microbiota do leite dependendo do sexo do bebê. Estas descobertas apoiam a tese de que a microbiota do leite é parcialmente derivada da cavidade oral do bebê, que pode diferir em bebês de sexos distintos.                                                                                                                                                                                                                                                         Fonte:                                                                                                                                                                               Fonte: ZAP / Portugal

Nota do Editor: *Aleitamento X **Amamentação

AMAMENTAÇÃO. Ato ou efeito de amamentar. AMAMENTAR. Dar de mamar a; criar ao peito; aleitar; lactar... ALEITAMENTO*. Ato ou efeito de aleitar. ALEITAR. Criar a leite... A Amamentação é uma forma de aleitamento, mas há outras formas. Nem todo Aleitamento é Amamentação. Dizemos que o Aleitamento (Lactancia em espanhol) pode ser natural (com leite materno/humano) ou artificial com leite de vaca/fórmulas infantis. Pode-se aleitar, amamentando ou dando leite humano no copinho... ou com leite artificial. Com a AMAMENTAÇÃO (Amamantamiento em espanhol) não há dúvida, só existe uma forma: o lactente mamando no peito. Leia mais em LACTAÇÃO, ALEITAMENTO e AMAMENTAÇÃO: SINÔNIMOS?!

 Leia mais sobre as bactérias do bem no Leite Materno, aqui no aleitamento.com

| O MICROBIOMA HUMANO na GESTAÇÃO ...

www.aleitamento.com/humanizacao-parto/conteudo.asp?cod...

6 nov. 2014 ... O microbioma humano já foi associado com, entre outras coisas, obesidade, câncer, doenças mentais, asma e autismo. Nesse artigo, vamos ...

MICROBIOMA do LEITE MATERNO pode ...

www.aleitamento.com/amamentacao/conteudo.asp?cod=2016

6 fev. 2015 ... MICROBIOMA do LEITE MATERNO pode determinar SAÚDE do ADULTO. Por: Prof. Marcus Renato de Carvalho, IBCLC. /. Leite materno cria ...

| CARBOHIDRATOS do LEITE MATERNO ...

www.aleitamento.com/amamentacao/conteudo.asp?cod=2312

18 out. 2017 ... Há uma comunidade diversa de micróbios que vivem em cada um de nós: é o nosso microbioma. À medida que crescemos, ele cresce com a ...

| "MICROBIRTH" - documentário científico revela o ...

www.aleitamento.com/humanizacao-parto/conteudo.asp?cod...

17 set. 2014 ... “MICROBIRTH”. O PARTO e o NASCIMENTO. sob a lente de um microscópio. A forma como nascemos mudou drasticamente nos últimos 30 ...

 

 


Última atualização: 27/2/2019

 

Curtir

Comentários


Essa é uma área colaborativa, por isso, não nos responsabilizamos pelo conteúdo. Leia nossa Política de Moderação.
Caso ocorra alguma irregularidade, mande-nos uma mensagem.

 

Depoimentos

Gostou do site? Ele te auxiliou em algum momento? Deixe seu depoimento, assine nosso livro de visitas! Clique aqui.

Quem Somos | Serviços | Como Apoiar | Parceiros | Cadastre-se | Política de Privacidade/Cookie/Moderação | Fale Conosco
O nosso portal possui anúncios de terceiros. Não controlamos o conteúdo de tais anúncios e o nosso conteúdo editorial é livre de qualquer influência comercial.
Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência. Ao navegar no mesmo, está a consentir a sua utilização. Caso pretenda saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade/Cookie.
23 Ano no ar ! On-line desde de 31 de julho de 1996 - Desenvolvido por FW2 Agência Digital