Aleitamento.com
AmamentaçãoMãe CangurúCriançasCuidado PaternoHumanização do PartoBancos de Leite Humano Espiritualidade & Saúde DireitosProteçãoPromoçãoILCA / IBCLCConteúdo ExclusivoTV AleitamentoGaleria AMNotíciasEventosSites e BlogsLivrariaCampanhas
 
Faça seu login e utilize ferramentas exclusivas. Se esqueceu a senha, acesse o "cadastre-se" e preencha com seu e-mail.

\ Amamentação \ Pesquisas \ Artigo

INICIATIVAS assistenciais para APOIAR a amamentação

Por: Prof. Marcus Renato de Carvalho, IBCLC, UFRJ

 /

Intervenções clínicas para apoiar a nutriz

·            O artigo a seguir revisa a literatura disponível e descreve a eficácia de 17 intervenções clínicas para apoiar mães na amamentação.

O estudo tem como foco a atenção às mulheres de origem latina residentes nos Estados Unidos, mas os resultados podem ser úteis para embasar a atuação de profissionais brasileiros.

As intervenções analisadas mostraram um acréscimo de 1 para 3 meses o tempo de amamentação exclusiva e de 4 para 6 meses a duração da amamentação, comparando entre mulheres atendidas e não atendidas por programas de apoio à amamentação.

As estimativas foram levemente maiores entre as intervenções que incluíam componentes pré-natais e de pós-parto, entre 3 a 6 contatos com as pacientes e a oferta de Consultor@s certificad@s de amamentação (IBCLC).

Veja o resumo do artigo original publicado no Pediatrics agora em janeiro de 2016.

 

Clinical Interventions to Promote* Breastfeeding by Latinas:

A Meta-analysis

Kathryn Wouk, Sandraluz Lara-Cinisomo, Alison M. Stuebe, Charles Poole, Jessica L. Petrick, Kathryn M. McKenney

 Abstract

CONTEXT: Breastfeeding duration and exclusivity among Latinas fall below recommended levels, indicating a need for targeted interventions. The effectiveness of clinical breastfeeding interventions for Latinas remains unclear.

OBJECTIVE: To systematically review the documented effectiveness of clinical breastfeeding interventions on any and exclusive breastfeeding among Latinas.

DATA SOURCES: English-language publications in Medline, CINAHL, and Embase were searched through May 28, 2015.

STUDY SELECTION: Fourteen prospective, controlled studies describing 17 interventions met inclusion criteria.

DATA EXTRACTION: Extracted study characteristics include study design, population characteristics, intervention components, timing and intensity of delivery, provider type, control procedures, and outcome measures.

RESULTS: Random-effects meta-analyses estimated risk differences (RDs) between breastfeeding mothers in intervention and control arms of each study and 95% prediction intervals (PIs) within which 95% of intervals cover the true value estimated by a future study. Interventions increased any breastfeeding at 1 to 3 and 4 to 6 months (RD 0.04 [95% PI −0.15 to 0.23] and 0.08 [−0.08 to 0.25], respectively) and exclusive breastfeeding at 1 to 3 and 4 to 6 months (0.04 [−0.09 to 0.18] and 0.01 [−0.01 to 0.02]). Funnel plot asymmetry suggested publication bias for initiation and 1- to 3-month any breastfeeding. Estimates were slightly larger among interventions with prenatal and postpartum components, 3 to 6 patient contacts, and delivery by an International Board Certified Lactation Consultant or lay provider.

LIMITATIONS: The published evidence for Latinas is limited, and studies have varying methodologic rigor.

CONCLUSIONS: Breastfeeding interventions targeting Latinas increased any and exclusive breastfeeding compared with usual care.

·         Copyright © 2016 by the American Academy of Pediatrics

*Nota do aleitamento.com

As iniciativas citadas no artigo são mais de APOIO do que de PROMOÇÃO. Confira as definições no capítulo “Manejo Ampliado da Amamentação” no Amamentação – Bases Científicas, 3ª. edição, 2010 pela Editora Gen:

APOIO – consiste em fornecer informação correta e prática no momento oportuno, com uma atitude de aconselhamento, i. é, com suporte emocional e respeito aos valores culturais e ao conhecimento da mulher, aplicando o enfoque de gênero.

PROMOÇÃO – tem como propósito criar valores e comportamentos culturais favoráveis à amamentação. Dever-se-ia desenvolver uma rede de comunicação entre todos os atores sociais envolvidos no fomento, utilizando-se novas técnicas do emergente campo da Comunicação & Saúde. As iniciativas de mobilização social, como as do UNICEF e as da WABA (World Alliance for Breastfeeding Action) com as Semanas Mundiais de Amamentação, são exemplos de ações de comunicação e promoção social.

 


Última atualização: 12/1/2016

 

Curtir

Comentários


Essa é uma área colaborativa, por isso, não nos responsabilizamos pelo conteúdo. Leia nossa Política de Moderação.
Caso ocorra alguma irregularidade, mande-nos uma mensagem.

 

Depoimentos

Gostou do site? Ele te auxiliou em algum momento? Deixe seu depoimento, assine nosso livro de visitas! Clique aqui.

Quem Somos | Serviços | Como Apoiar | Parceiros | Cadastre-se | Política de Privacidade/Cookie/Moderação | Fale Conosco
O nosso portal possui anúncios de terceiros. Não controlamos o conteúdo de tais anúncios e o nosso conteúdo editorial é livre de qualquer influência comercial.
Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência. Ao navegar no mesmo, está a consentir a sua utilização. Caso pretenda saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade/Cookie.
24 Ano no ar ! On-line desde de 31 de julho de 1996 - Desenvolvido por FW2 Agência Digital