Aleitamento.com
AmamentaçãoMãe CangurúCriançasCuidado PaternoHumanização do PartoBancos de Leite Humano Espiritualidade & Saúde DireitosProteçãoPromoçãoILCA / IBCLCConteúdo ExclusivoTV AleitamentoGaleria AMNotíciasEventosSites e BlogsLivrariaCampanhas
 
Faça seu login e utilize ferramentas exclusivas. Se esqueceu a senha, acesse o "cadastre-se" e preencha com seu e-mail.

\ Amamentação \ Geral \ Artigo

UFRJ - Pesquisa: CIENTISTAS obtêm CÉLULAS-TRONCO de LEITE MATERNO

Por: Marcus Renato de Carvalho

MAIS uma VANTAGEM para o

 LEITE HUMANO:

fonte de CÉLULAS-TRONCO

 

 

 

 

                    RIO - As propriedades do leite materno alimentam a esperança de pesquisadores da UFRJ de conseguir produzir células-tronco em larga escala, que poderão ser usadas no tratamento de diversas doenças.

 

O desafio era vencer a barreira natural imposta pelo baixo número destas células no leite, explica a responsável pela pesquisa Janaína Machado, mestre em Ciências Morfológicas pela UFRJ. Há cerca de três meses, técnicas desenvolvidas no laboratório da Cryopraxis, no Polo de Biotecnologia do Rio, na Ilha do Fundão, permitiram que este número fosse multiplicado por cem em apenas duas semanas.

 

- Embora existam em pequena quantidade (cerca de 14 mil células-tronco por mililitro de leite), elas têm grande capacidade de proliferar - diz Janaína. - O próximo passo é poder produzir células em larga escala. Os testes em animais devem começar até o ano que vem e permitirão avaliar a segurança.

 

Os tratamentos com células-troncos obtidas no leite materno devem ser realizados até o final da década. Consultora científica da pesquisa, Maria Helena Nicola explica que um dos principais benefícios da técnica é dispensar cirurgias.

 

- A novidade foi conseguir em laboratório que essas células proliferem sem perder suas características. Assim, poderão dar origem a inúmeros tecidos - ressalta Maria Helena.

 

A existência de células-tronco no leite materno foi descrita por cientistas australianos em 2007. Há três anos, começaram as pesquisas no Brasil. A descoberta, porém, não substitui as células obtidas a partir do cordão umbilical. Lá, a diversidade e quantidade é muito maior - cerca 800 milhões de células-tronco são obtidas em 70 mililitros de sangue coletados.

 

- Para recuperar a medula óssea, é necessário dispor de células-tronco hematopoiéticas (precursoras dos glóbulos sanguíneos). Há, ainda, as células-tronco mesenquimais, que formam todos os outros tecidos, neurais, ósseos e cartilagens - explica a consultora. - A medula óssea e o cordão umbilical têm os dois tipos em quantidade. Todas as outras fontes de células-tronco, inclusive o leite, contam predominantemente com células-tronco mesenquimais.

 

O leite para as pesquisas foi obtido de 30 voluntárias, mães de bebês de três dias a um ano e meio de idade. As doadoras fazem a coleta com bombinhas e colocam o leite em solução preservadora, com conservante, nutrientes e antibióticos. É feita, então, a centrifugação para separar as células-tronco dos demais elementos do leite, como gordura e parte líquida. Mais pesadas, as células-tronco vão para baixo e são coletadas. Os pesquisadores, então, colocam-nas em um meio de cultivo.

 

- Queremos registrar a patente neste passo de expansão das células-tronco e de aprimoramento da separação delas do leite - diz Janaína.

Nas garrafas de cultivo, as condições são semelhantes às que existiam dentro do corpo feminino. Temperatura, umidade, pressão e teor de oxigênio e de gás carbônico são ideais para que as células-tronco se reproduzam.

 

- Mantemos as condições para que elas se sintam em casa e consigam crescer. A divisão celular é exponencial - ressalta Maria Helena.

A previsão é que, depois dos testes feitos com animais, a última etapa envolva a participação de pessoas. A pesquisa não conta com financiamento público, sendo mantida pela Cryopraxis, uma empresa especializada no armazenamento de longa duração de células-tronco do sangue do cordão umbilical.

 

Fonte: O Globo

 


 

PESQUISA ANTERIOR já HAVIA DETECTADO CÉLULAS-TRONCO no LEITE MATERNO

 

 

                                                 As previsões estavam certas: as células-tronco presentes no leite materno têm a capacidade de se transformar em células de outras partes do corpo. Quando os pesquisadores descobriram o poder do leite materno, em 2008, eles previam que, dentro de cinco anos, já poderiam fazer tratamentos usando o alimento.

Nesta semana, o Grupo de Pesquisa sobre Lactação Humana da Universidade de Western Australia (UWA) divulgou um estudo, afirmando que as células-tronco do leite materno podem se transformar em células do fígado, ossos, cartilagens, pâncreas e cérebro.

A professora responsável pela pesquisa, Foteini Hassiotou, disse que ainda será preciso entender “as propriedades e o papel destas células nas mamas e nas crianças que se alimentam com o leite materno”.

Outro benefício desta descoberta é conseguir obter células-tronco de uma maneira menos invasiva. A responsável pela pesquisa ainda afirmou que o “próximo passo será implantar estas células nos animais para examinar seu potencial”.

A presença de células-tronco no leite materno foi descoberta em 2008, também por um pesquisador da UWA. Na época, Mark Cregan disse que

 

“estavam apenas começando a entender que o leite materno é responsável por muitas outras funções, além da de fornecer as necessidades nutricionais do bebê”.

Vale lembrar que as crianças devem ser alimentadas exclusivamente de leite materno até os seis meses de idade e de forma complementar até 2 anos ou mais.

 

Fonte: Revista Pais & Filhos


Última atualização: 28/10/2011

 

Curtir

Comentários


Essa é uma área colaborativa, por isso, não nos responsabilizamos pelo conteúdo. Leia nossa Política de Moderação.
Caso ocorra alguma irregularidade, mande-nos uma mensagem.

 

Depoimentos

Gostou do site? Ele te auxiliou em algum momento? Deixe seu depoimento, assine nosso livro de visitas! Clique aqui.

Quem Somos | Serviços | Como Apoiar | Parceiros | Cadastre-se | Política de Privacidade/Cookie/Moderação | Fale Conosco
O nosso portal possui anúncios de terceiros. Não controlamos o conteúdo de tais anúncios e o nosso conteúdo editorial é livre de qualquer influência comercial.
Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência. Ao navegar no mesmo, está a consentir a sua utilização. Caso pretenda saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade/Cookie.
25 Ano no ar ! On-line desde de 31 de julho de 1996 - Desenvolvido por FW2 Agência Digital